top of page
  • Foto do escritorDra. Danielly Andrade

Como saber se estou com sinusite crônica?

Atualizado: 12 de jun. de 2023

Início > Blog > Como saber se estou com sinusite crônica?


A sinusite crônica é uma inflamação persistente dos seios paranasais que dura mais de 12 semanas. Os principais sintomas incluem congestão nasal, dor de cabeça, dor facial, secreção nasal espessa e amarelada, diminuição do olfato e tosse. Para um diagnóstico preciso, é importante consultar um médico otorrinolaringologista, que pode realizar exames físicos e de imagem, como a tomografia computadorizada, para avaliar a extensão da inflamação e determinar o tratamento adequado.


O que é a sinusite crônica?

A sinusite crônica é uma inflamação persistente dos seios da face que pode durar mais de 12 semanas. Esse problema pode ser provocado por várias causas, incluindo alergias, infecções, pólipos nasais e até alterações estruturais no nariz.


Quais são os sintomas da sinusite crônica?

Saber os sintomas da sinusite crônica é o primeiro passo para identificar se você pode estar sofrendo desta condição. Os principais sinais de alerta incluem:

  1. Dor ou pressão facial: Você sente dor ou pressão ao redor dos olhos, bochechas e testa?

  2. Nariz entupido ou corrimento nasal: Você tem dificuldade para respirar pelo nariz ou possui um corrimento nasal persistente?

  3. Perda do olfato: Você notou uma diminuição ou perda do seu olfato?

  4. Tosse ou congestão: Você tem uma tosse que piora durante a noite ou sente congestionamento na garganta?

  5. Fadiga e dor de cabeça: Você se sente cansado com frequência e sofre de dores de cabeça frequentes?


Qual o exame para saber se tem sinusite crônica?

O diagnóstico da sinusite crônica geralmente envolve uma combinação de exames físicos e de imagem. O médico otorrinolaringologista pode realizar uma avaliação clínica, incluindo a análise dos sintomas e a inspeção das cavidades nasais com um endoscópio nasal. Além disso, exames de imagem, como a tomografia computadorizada (TC) dos seios paranasais, podem ser solicitados para confirmar o diagnóstico e avaliar a extensão da inflamação.


Como é o tratamento da sinusite crônica?

A sinusite crônica é uma condição que pode ser tratada de várias maneiras, dependendo da sua gravidade e dos sintomas que você está experimentando.

  • Medicamentos: Os médicos podem prescrever medicamentos, como antibióticos, corticosteroides nasais ou orais, para tratar a inflamação e a infecção.

  • Cirurgia: Em casos mais graves ou quando os medicamentos não são suficientes, pode ser necessária uma cirurgia para remover pólipos ou para corrigir problemas estruturais no nariz que estejam contribuindo para a sinusite.

  • Mudanças no estilo de vida: Fazer mudanças no estilo de vida, como beber mais água, usar um umidificador e evitar alérgenos, também pode ajudar a aliviar os sintomas da sinusite crônica.

Quando devo procurar um profissional de saúde?

Se você experimentar sintomas persistentes de sinusite por mais de 12 semanas, é importante procurar um profissional de saúde. Além disso, se os seus sintomas não melhorarem com tratamentos caseiros ou se tornarem muito graves, como febre alta, dor de cabeça intensa ou inchaço ao redor dos olhos, procure atendimento médico imediatamente.


Conclusão

Identificar os sintomas da sinusite crônica e entender as opções de tratamento disponíveis pode te ajudar a gerenciar essa condição e melhorar a sua qualidade de vida. Lembre-se, se você suspeita que pode ter sinusite crônica, não hesite em procurar um profissional de

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."


Commentaires


bottom of page