top of page

Anestesia para septoplastia: Perguntas e Respostas

Anestesia para cirurgia de desvio de septo: Perguntas e Respostas

Que tipo de anestesia é usada na cirurgia de desvio de septo?


É mais comum utilizar anestesia geral na cirurgia de desvio de septo devido a três principais motivos: conforto e segurança do paciente, controle respiratório adequado e melhor campo cirúrgico.


Conforto e Segurança do Paciente

  • Indolor: A anestesia geral garante que o  paciente não sinta dor durante o procedimento.

  • Imobilidade: O paciente permanece imóvel, evitando movimentos involuntários que poderiam comprometer a cirurgia.


Controle Respiratório Adequado

  • Ventilação Controlada: A anestesia geral permite o controle da respiração do paciente através de ventilação mecânica, essencial em procedimentos nasais onde a respiração natural pode ser obstruída.

  • Manutenção das Vias Aéreas: Com a anestesia geral, o anestesiologista pode assegurar que as vias aéreas permaneçam desobstruídas durante todo o procedimento.


Melhor Campo Cirúrgico

  • Menor Sangramento: A anestesia geral pode incluir agentes que reduzem o sangramento, proporcionando uma visão mais clara para o cirurgião.

  • Condições Ótimas: A ausência de reflexos de tosse ou espirro cria um ambiente mais estável e previsível para o cirurgião trabalhar.


Quais são os passos da anestesia geral para cirurgia de desvio de septo?


  1. Avaliação Pré-operatória: Antes da indução da anestesia, é realizada uma avaliação pré-operatória minuciosa para avaliar a condição médica do paciente, revisar seu histórico e planejar os cuidados anestésicos. Isso inclui diretrizes de jejum para reduzir o risco de aspiração.

  2. Pré-medicação: Ansiolíticos, anticolinérgicos ou outros medicamentos podem ser administrados antes da cirurgia para mitigar a ansiedade, reduzir secreções ou diminuir o risco de náuseas e vômitos.

  3. Indução: A anestesia geral é tipicamente induzida com agentes intravenosos, como propofol ou etomidato, ou agentes inalatórios, como sevoflurano.

  4. Manutenção: A anestesia é mantida com uma combinação de anestésicos inalados, medicamentos intravenosos e, às vezes, relaxantes musculares e opioides. O conceito de anestesia geral balanceada envolve o uso de múltiplos medicamentos para alcançar o estado anestésico desejado enquanto minimiza os efeitos colaterais.

  5. Monitoramento: Durante o procedimento, os sinais vitais do paciente, incluindo frequência cardíaca, pressão arterial, saturação de oxigênio e ventilação, são monitorados de perto. O anestesiologista ajusta a profundidade anestésica conforme necessário.

  6. Recuperação da consciencia: À medida que o procedimento se conclui, os agentes anestésicos são diminuídos ou descontinuados para permitir que o paciente recupere a consciência. A recuperação da anestesia envolve o retorno dos reflexos e a capacidade de manter uma via aérea patente, responder a comandos e exibir função cognitiva apropriada.

  7. Cuidados Pós-operatórios: Após a cirurgia, os pacientes são transferidos para uma área de recuperação onde são monitorados até que atendam aos critérios para alta. O manejo da dor e o monitoramento de possíveis complicações são críticos durante esta fase.

 

Dra. Danielly Andrade

Médica especialista em cirurgia de desvio de septo em Belo Horizonte - MG



Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page