Desvio de septo: Causas, sintomas e tratamento

Início > Blog > Desvio de septo: Causas, sintomas e tratamento


Um desvio de septo ocorre quando o septo, a cartilagem (na parte próxima à ponta nasal) e o osso que separa a cavidade nasal, está descentralizado. Algumas pessoas nascem com desvio de septo. Para outros, é uma lesão no nariz. Um desvio grave do septo pode causar problemas respiratórios, congestão e dores de cabeça. A cirurgia pode reparar um desvio de septo.


Se o desvio de septo afeta sua qualidade de vida e causa outros transtornos de saúde como dificuldade para respirar, congestão, dores de cabeça, dor no rosto, ronco e apneia, converse com seu médico. O alívio pode ser possível através de cirurgia.

O que é um desvio de septo?


Um desvio de septo ocorre quando o septo, a cartilagem (na parte próxima à ponta nasal) e o osso (na parte superior) que separa a cavidade nasal, está descentralizado.


Resumidamente, existem quatro tipos de desvio de septo:

  • desvio simples, quando ocorre o deslocamento da estrutura osteocartilaginosa para um dos lados, deixando-a descentralizada, mas sem complicações;

  • crista, quando há luxação da articulação condrovomeriana;

  • esporão, quando ocorre uma projeção osteocartilaginosa pontiaguda;

  • misto, com o deslocamento da estrutura osteocartilaginosa para ambos os lados, apresentando desvio, crista e/ou esporão ósseo conjuntamente.


desvio de septo

O desvio de septo misto é o tipo mais comum. Ele é considerado grave (com indicação de septoplastia) quando toca a parede nasal e mantém o contato mesmo após o uso de um vaso constritor.


O que causa um desvio de septo?

Uma lesão no nariz pode causar desvio de septo. Lesões nasais podem ocorrer devido a:

  • Esportes.

  • Quedas.

  • Acidentes de carro.

  • Ser atingido no nariz durante um acidente ou luta.

Um desvio de septo também pode ser congênito ou estar presente ao nascimento. O desvio pode ser devido a um parto difícil ou doença mista do tecido conjuntivo.

Também pode ser resultado do desenvolvimento normal. Conforme o nariz cresce, o septo também cresce e às vezes pode crescer para um lado. Normalmente, esse é o motivo mais comum de desvio de septo.


Para diagnosticar o tipo e grau de desvio, o otorrinolaringologista considera o histórico de traumas, analisa os sintomas e examina o interior do nariz (com um endoscópio ou com um instrumento que afasta as narinas). Se necessário, solicita, também, uma tomografia computadorizada.


Algumas pessoas nascem com desvio de septo. Não pode ser evitado. Se você não tiver um desvio de septo ao nascer, pode tomar medidas para reduzir o risco de lesões. Você pode proteger seu nariz:

  • Usar máscara facial ou capacete durante a prática de esportes.

  • Usando o cinto de segurança.

  • Evitando esportes de alto contato.


Quando o desvio de septo precisa de cirurgia?


A maioria das pessoas não precisa de tratamento para desvio de septo porque não apresenta sintomas ou seus sintomas são leves.

O tratamento para um desvio de septo é uma cirurgia chamada septoplastia. Se você tem problemas respiratórios, infecções frequentes nos seios da face ou outros sintomas incômodos, uma septoplastia pode ser uma opção para você.


A septoplastia é uma cirurgia plástica usada para corrigir o desvio de septo, reposicionando-o, o mais simetricamente possível, no centro das fossas nasais. É indicada quando a deformidade gera:

  • obstrução nasal importante, com a sensação ininterrupta de nariz entupido;

  • infecções nos seios paranasais, as quais levam a episódios frequentes de sinusite;

  • anormalidades no fluxo nasal, o que pode desencadear a cefaleia rinogênica (um tipo de dor de cabeça descrita como sensação de pressão ou dor intensa sobre o dorso nasal, que ocorre devido a problemas nasossinusais). Um desvio de septo pode fazer com que esporões ósseos bloqueiem porções das vias aéreas . Quando isso acontecer, seu nariz tentará equilibrar o fluxo de ar entre as duas cavidades. Pode também ocasionar dores de cabeça devido ao contato que nomeamos de cefaleia rinogênica;

  • alteração no padrão de fluxo de ar, com ressecamento das mucosas, levando ao sangramento nasal frequente;

  • respiração nasal predominantemente obstruída, o que provoca o ronco e a apneia do sono, levando a noites mal dormidas e prejudicando a disposição no dia a dia, além de provocar alterações na fala e desalinhamento da arcada dentária.

O procedimento é realizado, geralmente, em maiores de 16 anos. Isso porque, a partir dessa idade o crescimento do septo já foi finalizado. Entretanto, em pacientes mais jovens, que apresentem deformidades severas, gerando sintomas graves, pode-se indicar a correção cirúrgica.


A cartilagem nasal pode se tornar mais macia, fraca e quebradiça com o avançar da idade. Isso, com a perda de elasticidade da pele nasal, pode tornar o nariz mais longo, o que pode afetar a gravidade do desvio de septo. Um pequeno desalinhamento nasal pode não afetar sua vida.


O principal objetivo da septoplastia é promover o alívio dos sintomas ligados ao desvio septal. Em última instância, a cirurgia impacta, positivamente, sobre a qualidade de vida dos pacientes.


Quais são os sintomas de um desvio de septo?

Pessoas com desvio de septo grave podem ter uma alteração no formato do nariz. Outros sintomas de desvio de septo incluem:


O desvio do septo nasal pode estar associado a problemas de ouvido médio, principalmente do lado da obstrução nasal.


O septo nasal desviado afeta a audição e a ventilação do ouvido médio por meio da alteração da função do tubo de eustacadeia. Isso leva à plenitude do ouvido (ouvido entupido), afeta a ventilação do ouvido médio e afeta a audição. A septoplastia é comumente realizada para desvio de septo.


Se um desvio de septo for de um grau suficiente para bloquear uma passagem nasal, pode causar sintomas de sinusite crônica. As passagens nasais não podem drenar, então o fluido retorna para a cavidade nasal, causando dor e pressão. Em alguns casos, o desvio de septo é o único fator que contribui para a sinusite de uma pessoa.


Na verdade, é possível ter um desvio de septo e nem saber disso até você ficar mais velho. Isso porque essa condição pode piorar à medida que você envelhece e suas estruturas nasais mudam. Seu nariz muda como outras partes do seu corpo. A cartilagem nasal pode se tornar mais macia, fraca e quebradiça com o tempo.


Como um desvio de septo é diagnosticado?

O diagnóstico do desvio de septo é feito pelo médico otorrinolarigologista. Durante a sua consulta, o seu médico irá primeiro perguntar sobre quaisquer sintomas que possa ter e levantará seu histórico de saúde e depois fará um exame físico.


Ele fará perguntas sobre qualquer lesão anterior e sintomas. O exame físico pode ser feito com uma ferramenta portátil (espéculo nasal) que permite ao otorrino abrir um pouco a narina.


Para examinar o interior do nariz com mais detalhes, o médico usará uma luz forte e, às vezes, um instrumento projetado para abrir as narinas. Como auxiliar de diagnóstico o médico pode realizar uma fibronasolaringoscopia. É comum o otorrino pedir uma tomografia computadorizada como auxiliar no diagnóstico do desvio de septo.

desvio de septo tomografia
Desvio de Septo - Tomografia Computadorizada

desvio septo nasal com esporão ósseo sintomas
Esporão Ósseo Nasal

Desvio septo nasal com esporão ósseo
Desvio septo nasal com esporão ósseo

Com base nesses exames, ele pode diagnosticar um desvio de septo e determinar a gravidade de sua condição, como a presença de outras alterações como uma perfuração septal (perfuração do septo nasal), esporões ósseos, hipertrofia de cornetos nasais e pólipos nasais.


O desvio do septo nasal é uma queixa frequente entre os pacientes atendidos em uma clínica de otorrinolaringologia. A prevalência de desvio de septo varia em diferentes populações e os esquemas de classificação de desvio de septo são complexos. O desvio de septo grau 3, onde o septo toca a parede lateral da fossa nasal, quase sempre demanda cirurgia devido aos efeitos causados.


Quando devo ver um otorrinolaringologista por causa de um desvio de septo?

Se você tiver dificuldade para respirar ou sintomas que afetem sua qualidade de vida, consulte seu médico. Eles podem realizar um exame para determinar se você tem um desvio de septo e, em caso afirmativo, a gravidade dele.


Cirurgia de desvio de septo


Septoplastia endoscópica: este procedimento envolve a remoção cirúrgica do esporão ósseo além de corrigir quaisquer complicações que possam estar presentes no nariz, como desvio de septo nasal


Os procedimento e minimamente invasivo, pois é feitos através da técnica endoscópica, onde uma pequena câmera é inserida nas narinas para guiar a visão do cirurgião. Desse modo todo o procedimento é feito no interior do nariz sem necessidade de incisões na pele no nariz.


Pequenos instrumentos permitem precisão incomparável e controle muito maior ao realizar osteotomias, para que seus resultados possam ser muito mais suaves e naturais.


A técnica minimamente invasiva também minimiza a lesão dos tecidos moles circundantes e evita todas as incisões na pele.


Como temos menos trauma ao tecido, você pode desfrutar de uma cicatrização óssea mais rápida, menos dor e uma recuperação mais rápida após a cirurgia.


Cirurgia endoscópica nasal
Cirurgia endoscópica nasal

Cirurgia endoscópica nasal
Cirurgia endoscópica nasal
 

Quem é a Dra. Danielly Solar Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.​


Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.


Desde então me especializei nas cirurgias funcionais e estéticas do nariz.​​


​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."


Como a Dra. Danielly Solar Andrade pode te ajudar?


Cada caso deve ser avaliado com cuidado antes de uma indicação cirúrgica e, nos consultórios da Dra. Danielly Solar Andrade, o paciente tem a comodidade de realizar exames auxiliadores no diagnóstico e na escolha do tratamento adequado.


Quando este tratamento é cirúrgico, todas as burocracias com planos de saúde, convênios e hospitais também são cuidadas pela equipe da Dra. Danielly.