top of page
  • Foto do escritorDra. Danielly Andrade

Sinusite Crônica: Como Afeta Seu Sono e Qualidade de Vida

Você sofre de sinusite crônica? Se sim, você não está sozinho. Esta condição comum afeta de 5 a 10% da população, principalmente adultos de meia-idade [1]. Mas você sabia que a sinusite crônica pode impactar significativamente a qualidade do seu sono? Pesquisas recentes descobriram importantes ligações entre problemas sinusais e sono ruim, com implicações para milhões de pessoas.


Como a Sinusite Crônica Causa Distúrbios do Sono e Diminui a Qualidade de Vida
 

O que é Sinusite Crônica?


A sinusite crônica é uma inflamação de longo prazo do nariz e dos seios da face. Geralmente causa sintomas como congestão nasal, coriza, pressão facial e redução do olfato [1]. Embora esses sintomas diurnos s ejam bem conhecidos, os efeitos sobre o sono só recentemente vieram à tona.

 

A Conexão com o Sono


Vários estudos descobriram que pessoas com sinusite crônica relatam uma qualidade de sono muito pior em comparação com aquelas sem a condição. De fato, um grande estudo europeu com mais de 26.000 pessoas descobriu que os problemas de sono eram 50-90% mais comuns em pessoas com sinusite crônica [2].


Mas não são apenas relatos subjetivos - estudos objetivos do sono confirmaram essas descobertas. Um estudo recente, realizado em múltiplos centros, usou testes de sono domiciliares para comparar pacientes com sinusite crônica a controles saudáveis. Os resultados foram reveladores:


  • Pacientes com sinusite crônica tiveram significativamente mais despertares noturnos

  • Passaram mais tempo roncando

  • Seus níveis médios de oxigênio durante a noite foram mais baixos

  • Demoraram mais para atingir o sono REM [3]


Essas medidas objetivas comprovam que a sinusite crônica realmente perturba os padrões de sono de maneira mensurável.

 

Por Que a Sinusite Crônica Afeta o Sono?


Os pesquisadores acreditam que vários fatores estão envolvidos:

  1. Congestão e obstrução nasal dificultam a respiração à noite

  2. Gotejamento pós-nasal pode desencadear tosse e pigarro

  3. Dor e pressão facial podem dificultar o conforto

  4. A inflamação subjacente pode afetar a regulação do sono no cérebro [1]


O impacto vai além de apenas sentir cansaço. O sono ruim está ligado à diminuição da qualidade de vida, função cognitiva prejudicada e até depressão. Para os que sofrem de sinusite crônica, abordar os problemas de sono é uma parte crucial do manejo da condição.

 

O Tratamento Pode Ajudar


A boa notícia? Tratar a sinusite crônica pode melhorar significativamente a qualidade do sono. Um estudo com pacientes com sinusite crônica descobriu que aqueles que passaram por cirurgia endoscópica dos seios paranasais tiveram grandes melhorias nos índices de sono seis meses depois. De fato, a qualidade do sono deles melhorou a ponto de se igualar à das pessoas sem sinusite crônica [4].


Curiosamente, pacientes que receberam apenas tratamento clínico (como sprays nasais e antibióticos) sem cirurgia não viram os mesmos benefícios no sono. Isso sugere que um tratamento mais agressivo pode ser necessário para abordar os impactos do sono causados pela sinusite crônica em alguns casos [4].

 

A Conexão com a Apneia do Sono


Há outra ligação importante entre sinusite crônica e sono: a apneia obstrutiva do sono. Estudos descobriram que 15-65% das pessoas com sinusite crônica também têm apneia do sono - um distúrbio potencialmente grave que causa interrupções na respiração [5, 6].


Alguns grupos parecem estar em maior risco. Um estudo recente descobriu que, entre pacientes com sinusite crônica:


  • Afro-americanos tinham quase o dobro do risco de também terem apneia do sono em comparação com pacientes brancos

  • Aqueles sem pólipos nasais tinham 63% mais risco de apneia do sono do que aqueles com pólipos [7]


Essas descobertas destacam a importância de rastrear a apneia do sono em pacientes com sinusite crônica, especialmente em grupos de maior risco.

 

O Que Isso Significa para Você


Se você tem sinusite crônica e está enfrentando problemas de sono, isso não é coisa da sua cabeça. A pesquisa mostra claramente uma forte ligação entre sinusite crônica e qualidade do sono ruim. Aqui estão alguns pontos importantes:


  1. Fale com seu otorrinolaringologista sobre suas preocupações com o sono. Eles podem recomendar um estudo do sono.

  2. Considere opções de tratamento mais agressivas se o manejo clínico sozinho não estiver ajudando seus sintomas e seu sono.

  3. Esteja ciente dos sintomas de apneia do sono, como ronco alto, ofegante durante o sono ou sonolência excessiva durante o dia.

  4. Lembre-se de que melhorar a saúde dos seus seios da face pode trazer benefícios significativos para o seu sono e qualidade de vida geral.


Ao entender a conexão entre sinusite crônica e sono, você pode dar um passo importante em direção a uma melhor saúde e bem-estar. Não deixe que os problemas sinusais perturbem suas noites - trabalhe com seu profissional de saúde para respirar melhor e dormir melhor.

 

Referências

 

Dra. Danielly Andrade


Médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte, formada pela UFMG em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Especialista em rinologia funcional, área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, desvio de septo, sinusites, hipertrofia de cornetos e pólipos nasais.


Especialista em cirurgia endoscópica do nariz.

​​

Médica do corpo cirúrgico do hospital Mater Dei.


Professora de residência médica em otorrinolaringologia na área de Cirurgia Funcional do Nariz.



Коментари


Коментирането беше изключено.
bottom of page