top of page

Como o desvio de septo pode afetar o desempenho na corrida?

Como o desvio de septo pode afetar o desempenho na corrida?

Sim, o desvio de septo pode prejudicar o desempenho na corrida, aumentando a resistência nasal e alterando o fluxo aéreo nasal, o que pode levar à diminuição da ingestão de oxigênio e ao comprometimento do condicionamento do ar inspirado.


Estudos que utilizam dinâmica de fluidos computacional mostraram que os desvios septais anteriores aumentam mais a resistência nasal do que os desvios posteriores.[1]


Este aumento da resistência pode levar a um desequilíbrio no fluxo de ar nasal e potencialmente contribuir para uma redução na eficiência geral da respiração durante o exercício.[2,3]


Além disso, o desvio de septo pode afetar o ciclo nasal, que é a alternância fisiológica de congestão e descongestão das conchas nasais. Este ciclo é importante para a adequada umidificação, aquecimento e filtragem do ar inspirado.


A interrupção desse ciclo devido a um desvio de septo pode levar à entrada de condições de ar menos ideais nos pulmões, o que pode ser particularmente prejudicial durante atividades de alta intensidade, como corrida.[4]


O desvio de septo pode afetar a função cardiopulmonar. Um estudo mostrou que a septoplastia, que corrige o desvio, pode levar a melhorias na capacidade de exercício, na pressão da artéria pulmonar e nas funções sistólicas do ventrículo direito.[5]


Isto sugere que a presença de desvio de septo pode ter um impacto negativo nestes parâmetros, que são cruciais para o desempenho na corrida.


Em resumo, um desvio de septo pode levar ao aumento da resistência nasal, alteração do fluxo de ar e função cardiopulmonar potencialmente prejudicada, o que pode prejudicar o desempenho na corrida.

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?

Dra. Danielly Andrade especialista em desvio de septo




コメント


bottom of page