Desvio de septo pode afetar meu desempenho esportivo durante uma atividade física?

Início > Blog > Desvio de septo pode afetar meu desempenho esportivo durante uma atividade física?


Desdvio de septo atividade esportiva

Como o desvio de septo pode afetar o desempenho esportivo?


Para entender por que um desvio de septo é tão terrível para os atletas, é importante entender o que é um desvio de septo. Um desvio de septo é uma mudança na cartilagem ou osso do nariz que faz com que as vias respiratórias fiquem parcial ou totalmente bloqueadas.


desvio de septo esporte

Você pode ter nascido com isso, ou pode ter sido causado por um impacto no nariz. Em alguns casos, isso é visível externamente e, à medida que o nariz se desenvolve, pode parecer torto. Em outros casos, o desvio de septo é totalmente interno e permanece invisível.


Seu corpo é naturalmente projetado para inspirar da maneira mais eficiente possível. O oxigênio ajuda a criar energia em seu corpo, por isso é tão importante respirar facilmente enquanto você pratica um esporte. Quando você tem um desvio de septo, as passagens de ar do nariz ficam comprometidas. Eles podem estar parcialmente bloqueados ou mesmo totalmente bloqueados.


Os humanos foram criados como respiradores nasais por um motivo. O nariz é um órgão importante, necessário para filtrar, aquecer e umidificar o ar que respiramos antes que chegue aos pulmões. Quando alguém é forçado a respirar pela boca, o ar não filtrado pode piorar as alergias, a asma e dificultar a respiração.


Isso significa que cada respiração é menos eficaz em dar a você a energia para maximizar totalmente o seu potencial enquanto você está no campo. Com menos oxigênio em seu sistema, seu desempenho pode ser prejudicado.


Este não é apenas um problema atlético. Mesmo em suas atividades diárias, ter um desvio de septo significa que você precisará fazer mais esforço para inspirar. Com o tempo, a filtração deficiente pode desencadear alergias, a ventilação insuficiente pode causar sinusite recorrente e a obstrução nasal pode causar ronco, sono ineficiente e cansaço.


Por que respirar pelo nariz é mais eficiente para a prática de atividade física?


O nariz é construído com uma finalidade específica: apoiar o nosso sistema respiratório (a principal finalidade da boca, por outro lado, é iniciar o processo digestivo). As narinas, os cílios e as passagens nasais são projetados para auxiliar na filtragem de alérgenos e corpos estranhos, impedindo-os de entrar nos pulmões. O nariz também adiciona umidade e calor ao ar inspirado para uma entrada mais suave nos pulmões.


A respiração nasal, ao contrário da respiração pela boca, tem outra vantagem importante, especialmente para exercícios eficazes e eficientes: pode permitir que mais oxigênio chegue aos tecidos ativos. Isso porque respirar pelo nariz libera óxido nítrico, necessário para aumentar o dióxido de carbono (CO2) no sangue, que, por sua vez, é o que libera oxigênio. A respiração pela boca não libera óxido nítrico de maneira eficaz, o que significa que as células não estão recebendo tanto oxigênio quanto pela respiração nasal, o que pode causar fadiga e estresse.


Um estudo recente demonstrou isso. O estudo testou 10 corredores, tanto masculinos quanto femininos, que por seis meses utilizaram respiração nasal apenas durante o exercício. Os participantes foram submetidos a testes padronizados, uma vez com respiração nasal e depois com respiração oral, para comparar suas taxas máximas de ingestão de oxigênio. Eles também foram testados para vários outros marcadores respiratórios e de exercício, incluindo níveis de oxigênio e dióxido de carbono durante o exercício.


A taxa máxima de consumo de oxigênio não mudou da respiração nasal para a boca. Mas o estudo descobriu que a frequência respiratória dos corredores, as respirações por minuto e a proporção entre a ingestão de oxigênio e a produção de dióxido de carbono diminuíram durante a respiração nasal. Os pesquisadores disseram que isso se deve provavelmente à menor taxa de respiração usada durante a respiração nasal, que permite mais tempo para o oxigênio chegar à corrente sanguínea.


A hiperventilação pela boca, ou seja, a respiração rápida e forte pela boca que tantos de nós fazemos quando nos exercitamos em alta intensidade ou quando nos sentimos estressados, faz com que o corpo libere mais CO2, dificultando a oxigenação das células. Em momentos intensos, a respiração nasal é a forma ideal de oxigenar nossos sistemas.


A respiração nasal também ativa a parte do sistema nervoso que dá suporte ao repouso, recuperação e digestão, ao invés da parte do sistema nervoso que é responsável pela sobrevivência ou estados de estresse, como voar ou congelar. Isso significa que, mesmo que o corpo esteja em um estado estressante de exercícios de alta intensidade, a respiração nasal pode proporcionar uma sensação de calma e permitir que funcionemos melhor.


O consumo máximo de oxigênio é um importante determinante do desempenho aeróbico. A diminuição da área da seção transversal nasal aumenta a resistência respiratória e pode resultar em fadiga respiratória, de modo que a correção das deformidades do septo posterior aumenta significativamente a área da seção transversal da cavidade nasal.


A redução da resistência das vias aéreas nasais pode melhorar a capacidade de exercício aeróbico. Um estudo avaliou os efeitos do tratamento cirúrgico do desvio septal no desempenho aeróbio e nas respostas cardiopulmonares. Um homem de 25 anos, fisicamente ativo, com desvio de septo nasal, realizou o teste de desempenho aeróbio uma semana antes e dois meses após a septoplastia.


O tempo de corrida e os parâmetros cardiopulmonares registrados para avaliar e interpretar o desempenho do exercício aeróbico. Níveis de sonolência diurna e obstrução nasal percebida foram monitorados através da Escala de Sonolência de Epworth (ESS) e Escala de Avaliação de Sintomas de Obstrução Nasal (NOSE), respectivamente. A rinometria acústica foi utilizada para avaliar as áreas transversais e os volumes da cavidade nasal. Após a septoplastia, os pontos da escala ESS e NOSE diminuíram (de 7 para 2 e 65 para 5, respectivamente) com o aumento da área de secção transversal da cavidade nasal.


O tempo máximo de corrida aumentou e a etapa do teste foi mantida com diminuição da frequência cardíaca e do consumo de oxigênio em todas as etapas do teste aeróbico incremental. Os resultados sugerem que a septoplastia pode melhorar o desempenho aeróbico, aumentando a economia de trabalho. Nesse caso, a septoplastia reduziu a frequência cardíaca, a ventilação e o consumo máximo de oxigênio durante uma carga de trabalho incremental, o que pode ser útil para atletas com obstrução nasal para melhorar o desempenho aeróbico e diminuir o custo da ventilação.


Como saber se tenho desvio de septo?


A maioria das pessoas presume que um desvio de septo significa uma deformidade facial ou nariz torto (laterorrinia). Isto simplesmente não é verdade. Muitos desvios de septo apresentam poucos danos externos que possam ser notados e, às vezes, é necessário um otorrinolaringologista qualificado para determinar se você tem realmente um desvio de septo.


Um desvio de septo pode causar sintomas semelhantes aos de uma alergia e pode dificultar a maximização de seu desempenho esportivo — mesmo que eles não sejam visíveis. Se você notar que seu desempenho atlético está diminuindo, ou que está mais difícil de respirar pelo nariz do que antes, você pode ter um desvio de septo ou outra disfunção nasal que esteja causando obstrução.


Qual o tratamento para o desvio de septo?


O tratamento para um desvio de septo é uma cirurgia chamada septoplastia. Se você tem problemas respiratórios, infecções frequentes nos seios da face ou outros sintomas incômodos, uma septoplastia pode ser uma opção para você.


Se você tem dificuldade de respirar pelo nariz durante a atividade esportiva e no seu dia-dia, você deve procurar um otorrinolaringologista especialista em nariz para diagnosticar seu problema bem como direcionar o tratamento, clínico ou cirúrgico. O médico com quem você se consulta fará uma grande diferença na rapidez com que o desvio de septo pode ser consertado e na rapidez com que você pode voltar as atividades esportivas e do dia-dia.

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.

Desde então me especializei nas cirurgias funcionais e estéticas do nariz.

​​

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."


Como a Dra. Danielly Solar Andrade pode te ajudar?


Cada caso deve ser avaliado com cuidado antes de uma indicação cirúrgica e, nos consultórios da Dra. Danielly Solar Andrade, o paciente tem a comodidade de realizar exames auxiliadores no diagnóstico e na escolha do tratamento adequado.


Quando este tratamento é cirúrgico, todas as burocracias com planos de saúde, convênios e hospitais também são cuidadas pela equipe da Dra. Danielly.