top of page

Rinossinusite alérgica: causas, sintomas e tratamentos

Início > Blog > Rinossinusite alérgica: causas, sintomas e tratamentos


Rinossinusite alérgica: causas, sintomas e tratamentos

A rinossinusite alérgica é uma condição que ocorre quando o sistema imunológico reage a substâncias inaladas, como pólen, poeira ou pelos de animais, causando inflamação dos seios paranasais e das cavidades nasais. Essa inflamação pode levar a sintomas como congestão nasal, espirros, coriza, coceira no nariz e nos olhos, além de dor facial e de cabeça.


O diagnóstico da rinossinusite alérgica geralmente é baseado nos sintomas, histórico médico e exame físico. Em alguns casos, exames adicionais, como testes cutâneos ou de sangue, podem ser necessários para identificar a causa da alergia.


O tratamento da rinossinusite alérgica inclui a prevenção da exposição aos alérgenos e o uso de medicamentos para aliviar os sintomas. Os medicamentos podem incluir anti-histamínicos, corticosteroides nasais, descongestionantes e imunoterapia alérgica. A imunoterapia alérgica, também conhecida como vacinação, envolve a administração de doses progressivamente maiores de extratos alérgicos para ajudar o sistema imunológico a se adaptar e reduzir a reação alérgica.


Além disso, existem algumas medidas preventivas que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver rinossinusite alérgica. Estas incluem manter uma boa higiene nasal, evitar o contato com alérgenos conhecidos e evitar fumar.


Em resumo, a rinossinusite alérgica é uma condição comum que pode afetar significativamente a qualidade de vida. Se você suspeitar de rinossinusite alérgica, é importante procurar orientação médica para diagnóstico e tratamento adequados. Com o tratamento correto, a maioria dos pacientes com rinossinusite alérgica pode controlar efetivamente seus sintomas e levar uma vida saudável e ativa.

 

Quando devo procurar um otorrino devido aos sintomas de sinusite?


É recomendado que um otorrinolaringologista seja consultado quando os sintomas de sinusite duram mais de 10 dias ou se piorarem após 5 a 7 dias de tratamento em casa. Além disso, é importante procurar atendimento médico imediato se os sintomas incluírem febre alta, dor de cabeça grave, inchaço facial ou problemas de visão, pois isso pode indicar uma complicação mais grave da sinusite. O otorrinolaringologista poderá realizar um exame físico, avaliar os sintomas e prescrever o tratamento adequado.

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."

Comments


bottom of page