top of page

Explorando o Septo Nasal: Papéis Vitais e Distúrbios Comuns na Respiração e Saúde

Início > Blog > Explorando o Septo Nasal: Papéis Vitais e Distúrbios Comuns na Respiração e Saúde


septo nasal
Septo Nasal

O septo nasal é uma estrutura essencial para a nossa saúde e bem-estar. Ele é responsável por diversos papéis vitais, como a respiração, a proteção das vias aéreas e a umidificação do ar que inspiramos. Porém, como qualquer outra parte do corpo humano, o septo nasal também pode apresentar problemas e distúrbios que afetam diretamente a nossa qualidade de vida. Neste artigo, vamos explorar a anatomia do septo nasal, entender a sua importância para a nossa saúde e conhecer os principais distúrbios associados a essa estrutura.


Anatomia do septo nasal


O septo nasal é uma parede fina e vertical que separa as duas cavidades nasais, direita e esquerda. Ele é composto por uma parte óssea posterior e uma parte cartilaginosa anterior. A porção óssea é formada por dois ossos: o etmoide, que está localizado na parte superior e posterior do septo, e o vômer, que se encontra na parte inferior e posterior. Já a porção cartilaginosa é constituída por uma única cartilagem chamada cartilagem quadrangular.


O revestimento do septo nasal é composto por uma mucosa rica em vasos sanguíneos e glândulas produtoras de muco. Essa mucosa é responsável pela umidificação, aquecimento e filtração do ar que passa pelas cavidades nasais durante a respiração.


Papéis vitais do septo nasal na respiração e na saúde geral


O septo nasal desempenha várias funções importantes para a nossa saúde. Uma das principais é a de direcionar o fluxo de ar que entra pelas narinas, garantindo uma distribuição adequada do ar nas cavidades nasais e, consequentemente, uma respiração eficiente. Além disso, a mucosa que reveste o septo tem a função de umidificar, aquecer e filtrar o ar que respiramos, protegendo as vias aéreas inferiores de partículas nocivas e prevenindo infecções.


Outro papel importante do septo nasal é a sua contribuição para o nosso olfato. A parte superior das cavidades nasais possui células sensoriais olfativas responsáveis pela percepção dos odores. A presença do septo nasal garante que o fluxo de ar passe adequadamente por essas células, permitindo que os odores sejam detectados corretamente.


Distúrbios comuns do septo nasal


a. Desvio de septo


O desvio de septo é uma condição em que o septo nasal apresenta uma curvatura anormal, fazendo com que ele não esteja perfeitamente alinhado no centro das cavidades nasais. Essa alteração pode ser congênita, ou seja, presente desde o nascimento, ou adquirida ao longo da vida, como resultado de traumatismos ou inflamações crônicas.


O desvio de septo pode causar dificuldades respiratórias, já que a passagem do ar pelas cavidades nasais fica prejudicada. Além disso, pode levar a complicações como sinusite, ronco e apneia do sono.


b. Perfuração do septo


A perfuração do septo é caracterizada pela presença de um orifício na parede que separa as cavidades nasais. Essa condição pode ser causada por diversos fatores, como traumatismos, cirurgias nasais, uso prolongado de medicamentos tópicos nasais e consumo de drogas inalatórias.


A perfuração do septo pode resultar em sintomas como obstrução nasal, sangramentos, crostas e formação de secreção purulenta. Além disso, pode levar a alterações no olfato e, em casos mais graves, deformidades na aparência do nariz.


c. Hematoma septal


O hematoma septal é a formação de um acúmulo de sangue entre a cartilagem do septo nasal e a mucosa que o reveste. Essa condição pode ser causada por traumas, cirurgias nasais ou infecções. O hematoma septal pode levar à obstrução nasal, dor e, caso não seja tratado adequadamente, à necrose da cartilagem do septo.


Sintomas associados aos distúrbios do septo nasal


Os sintomas relacionados aos distúrbios do septo nasal variam de acordo com a condição específica, mas alguns sinais comuns incluem:

  • Dificuldade para respirar pelo nariz

  • Obstrução nasal

  • Dor ou sensação de pressão no rosto

  • Sangramentos nasais

  • Ronco e apneia do sono

  • Sinusite recorrente

  • Alterações no olfato


Diagnóstico dos distúrbios do septo nasal


O diagnóstico dos distúrbios do septo nasal é geralmente realizado por um médico otorrinolaringologista, que é um especialista em doenças do ouvido, nariz e garganta. O profissional realizará uma avaliação clínica, incluindo a inspeção das cavidades nasais com o auxílio de um instrumento chamado espéculo nasal. Exames complementares, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, também podem ser solicitados para confirmar o diagnóstico e avaliar a extensão do problema.


Opções de tratamento para os distúrbios do septo nasal


O tratamento dos distúrbios do septo nasal depende da condição específica e da gravidade dos sintomas. Em casos leves, o médico pode prescrever medicamentos para aliviar os sintomas, como descongestionantes, anti-inflamatórios e corticoides. Em casos mais graves ou quando o tratamento conservador não é suficiente, pode ser indicada a realização de uma cirurgia para correção do problema, como a septoplastia, que visa corrigir o desvio de septo, ou a cirurgia de perfuração septal.


Prevenção e manutenção de um septo nasal saudável


A prevenção e manutenção de um septo nasal saudável envolvem algumas medidas simples, como:

  • Evitar exposição a fatores irritantes, como fumaça de cigarro e poluição

  • Manter uma boa higiene nasal, utilizando soluções salinas para limpeza das cavidades nasais

  • Evitar o uso prolongado de descongestionantes nasais tópicos

  • Tratar adequadamente quadros de rinite e sinusite

Quando consultar um otorrinolaringologista especialista em nariz


É importante procurar um médico otorrinolaringologista especialista em nariz sempre que houver sintomas persistentes ou recorrentes, como obstrução nasal, dor facial, sangramentos nasais e dificuldade para respirar. Além disso, é fundamental realizar consultas de rotina para avaliação e manutenção da saúde nasal.


Conclusão


O septo nasal é uma estrutura vital para a nossa respiração e saúde geral. Conhecer a sua anatomia, os papéis que desempenha e os distúrbios que podem afetá-lo é fundamental para garantir a manutenção de uma boa qualidade de vida. Caso você apresente algum sintoma relacionado a problemas no septo nasal, não hesite em procurar um médico otorrinolaringologista especialista em nariz para avaliação e tratamento adequados.

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia funcional e estética, área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal e desvio de septo.


Especialista em cirurgias estéticas e funcionais do nariz.

​​

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.

Comentários


bottom of page