top of page

Hipertrofia de cornetos nasais: Causas, sintomas, tratamento e cirurgia para cornetos inchados

Início > Blog > Hipertrofia de cornetos nasais: Causas, sintomas, tratamento e cirurgia para cornetos inchados


A hipertrofia dos cornetos nasais é uma condição comum que pode ser causada por várias causas, incluindo alergias, infecções crônicas, irritação crônica, desvio de septo nasal e uso prolongado de descongestionantes nasais. Os sintomas incluem obstrução nasal, secreção nasal, dor facial, dor de cabeça, ronco, apneia do sono, tosse noturna e falta de ar. O diagnóstico é baseado na presença de sintomas e pode ser confirmado com um exame físico e/ou exames de imagem. O tratamento depende da causa subjacente e da gravidade dos sintomas, e pode incluir o uso de medicamentos e/ou cirurgia de redução de cornetos nasais.


O que são cornetos nasais?

Os cornetos, também conhecidos como conchas nasais ou turbinatos, são estruturas ósseas e cartilaginosas que ajudam a umidificar, filtrar e aquecer o ar que respiramos. Eles também ajudam a direcionar o fluxo de ar para diferentes partes da cavidade nasal. A cavidade nasal contém três pares de cornetos: superior, médio e inferior. Problemas na função dos cornetos, como a hipertrofia, podem causar obstrução nasal e outros sintomas respiratórios, sendo necessário um tratamento adequado.


Existem 3 conchas no seu nariz

  • Cornetos superiores (superior)

  • Cornetos médios

  • Cornetos inferiores (inferior)



Funcionalmente, os cornetos mais importantes são os cornetos inferiores. Eles estão localizados bilateralmente em cada lado do septo nasal e são feitos de ossos esponjosos. As membranas mucosas (epitélios) os cobrem e fornecem ajuda imunológica inicial ao sistema linfático. Os cornetos inferiores podem ficar inflamados ou até encolher quando você tem uma infecção sinusal, alergias ou se houver uma oscilação de temperatura ambiente. Todos nós temos algum grau de disfunção das conchas em algum momento de nossas vidas.


O que é hipertrofia de corneto?

A hipertrofia dos cornetos nasais é uma condição em que os cornetos nasais (estruturas dentro do nariz que ajudam a filtrar e umidificar o ar) se tornam aumentados de tamanho, levando a sintomas de obstrução nasal. É uma condição comum que pode ser causada por alergias, infecções, irritação crônica, desvio de septo e outros fatores.




Corneto inferior aumentado (Hipertrofia de corneto)
Corneto inferior aumentado (Hipertrofia de corneto)

Quais são as causas da hipertrofia de corneto?

As causas da hipertrofia dos cornetos nasais incluem alergias, infecções crônicas do nariz e seios paranasais, irritação crônica, exposição a irritantes ambientais, como poluição, tabaco e poeira, desvio de septo nasal e uso prolongado de descongestionantes nasais.


Quais são os sinais e sintomas comuns da hipertrofia de corneto?

Os sintomas da hipertrofia dos cornetos nasais incluem obstrução nasal, secreção nasal, dor facial, dor de cabeça, ronco, apneia do sono, tosse noturna e falta de ar. A obstrução nasal pode afetar a qualidade do sono e afetar a respiração, levando a problemas como ressecamento da boca, fadiga, irritabilidade e falta de concentração.


Como a hipertrofia de corneto é diagnosticada?

O diagnóstico da hipertrofia dos cornetos nasais é baseado na presença de sintomas, como obstrução nasal, secreção nasal e dor facial. O médico pode realizar um exame físico do nariz e avaliar a presença de hipertrofia dos cornetos nasais. Em alguns casos, pode ser necessário realizar uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética para avaliar a extensão da hipertrofia.


hipertrofia de corneto
Exemplos de tomografia computadorizada de pacientes com hipertrofia de corneto

Como a hipertrofia de corneto é tratada?

O tratamento da hipertrofia dos cornetos nasais depende da causa subjacente e da gravidade dos sintomas. O tratamento pode incluir o uso de corticosteroides nasais, antialérgicos, descongestionantes nasais, lavagens nasais, cirurgia de redução de cornetos nasais e tratamento da causa subjacente, como alergias. A cirurgia pode ser necessária em casos graves ou refratários ao tratamento conservador.


Como é feita a turbinectomia?

Existem vários métodos para reduzir o tamanho dos cornetos. Inúmeras técnicas cirúrgicas podem ser utilizadas para este fim, como a turbinectomia convencional, turbinectomia por vídeo, redução com radiofrequência e turbinoplastia com microdebridador (shaver). O mais importante é que o paciente seja avaliado de forma individualizada pelo médico otorrino para ser escolhida a técnica que mais se adéque ao seu caso.


 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?

Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.

​​

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."

Comments


bottom of page