top of page
  • Foto do escritorDra. Danielly Andrade

Pansinusopatia: Causas, Sintomas e Tratamento

Atualizado: 27 de mai.

pansinusopatia

Principais pontos:


  • Sinusopatia é um termo amplo que se refere a qualquer doença ou distúrbio dos seios nasais, que pode incluir uma série de condições que afetam as cavidades sinusais, como as sinusites.


  • A maioria dos casos de sinusopatia, que abrange todas as doenças dos seios nasais, são de fato casos de sinusite, que é a inflamação das cavidades sinusais, por isso iremos tratar sinusopaia como sinusite.


  • Pansinusopatia ou pansinusute é uma inflamação aguda ou crônica de todos os seios paranasais.


  • A diferença entre sinusite e pansinusite está no número de seios da face afetados: a sinusite é localizada, enquanto a pansinusite afeta todas as cavidades sinusais.

  • As causas mais comuns de pansinusite são semelhantes às de formas mais localizadas de sinusite: Infecções virais que podem predispor os seios da face a infecções bacterianas secundárias.


  • O tratamento inclui medicamentos anti-inflamatórios, descongestionantes, antibióticos e, em casos graves, cirurgia endoscópica nasal para sinusite.


O que é pansinusopatia?


A pansinusopatia é uma condição que afeta os seios paranasais da face, que são as cavidades nasais localizadas ao redor do nariz. A pansinusite é uma inflamação aguda ou crônica de todos os seios paranasais, enquanto a sinusite é a inflamação de um ou mais seios paranasais específicos.


pansinusopatia
Seios paranasais | Seios da face

Quais são as causas da pansinusopatia?


As causas mais comuns de pansinusite são semelhantes às de formas mais localizadas de sinusite:


• Infecções virais: a maioria dos casos de rinossinusite aguda começa como infecções virais do trato respiratório superior.


Infecção bacteriana: Inicialmente, as infecções virais do trato respiratório superior podem causar danos e inflamação na mucosa, levando à drenagem sinusal prejudicada e à obstrução dos óstios sinusais.Isto cria um ambiente propício ao crescimento bacteriano, permitindo o acúmulo de secreções que podem servir como meio para a colonização bacteriana. É relativamente incomum que a sinusite bacteriana ocorra sem uma infecção viral anterior.


• Obstruções Anatômicas: A obstrução dos óstios sinusais pode causar comprometimento da depuração da mucosa e predispor à infecção bacteriana após uma infecção viral.


• Reações alérgicas: As alergias podem causar inflamação e inchaço da mucosa nasal, levando à obstrução da drenagem sinusal.


• Fatores Ambientais: A exposição a irritantes como fumaça ou produtos químicos pode provocar inflamação da mucosa e contribuir para o desenvolvimento de sinusite.


• Infecções fúngicas: mais comuns em pacientes imunocomprometidos ou com sinusite crônica, embora o papel dos fungos seja controverso e frequentemente associado a casos crônicos.


• Origem dentária: As infecções originadas de fontes dentárias podem se espalhar diretamente para os seios da face devido à estreita relação anatômica entre os dentes, especialmente as raízes dos dentes superiores, e o assoalho do seio. Isso pode ocorrer por meio de infecções periapicais, doença periodontal ou complicações após procedimentos odontológicos que violam a integridade da membrana sinusal.


Qual a diferença de sinusite e pansinusite?


A sinusite é uma inflamação de uma ou mais seios da face, enquanto a pansinusite é uma inflamação de todas as cavidades sinusais. A sinusite geralmente afeta seios da face específicos, levando a sintomas localizados como congestão, dor facial e secreção nasal. A pansinusite envolve todas as cavidades sinusais, resultando em sintomas mais disseminados e graves.


Quais são os tratamentos para pansinusopatia?


O tratamento da pansinusite depende da causa da inflamação, normalmente envolve mais de uma estratégia ao mesmo tempo.


1. Controle de infecções: O objetivo é erradicar os patógenos bacterianos que colonizaram os seios da face após uma infecção viral do trato respiratório superior, reduzindo assim a carga microbiana e evitando maiores danos à mucosa. O tratamento com antibióticos é recomendado para pacientes com sintomas persistentes ou com piora.


2. Redução da inflamação da mucosa: envolve a diminuição da resposta inflamatória na mucosa sinusal, o que contribui para a sintomatologia e a cronicidade da doença. Os corticosteróides intranasais, são o tratamento de primeira linha para reduzir a inflamação e melhorar os sintomas. Eles ajudam a diminuir o inchaço da mucosa, facilitando assim uma melhor aeração e drenagem dos seios da face.


3. Restaurar a drenagem sinusal: O objetivo aqui é restabelecer os mecanismos normais de drenagem dos seios da face, que são frequentemente prejudicados pelo edema da mucosa e pelo bloqueio dos óstios sinusais. Isso pode ser alcançado por meio de terapias médicas que reduzem o edema da mucosa e por meio de intervenções cirúrgicas, como a cirurgia endoscópica funcional para sinusite, que amplia as vias de drenagem dos seios da face e remove obstruções para facilitar a eliminação do muco.


4. Causa odontogênica: A fonte odontogênica primária deve ser abordada. Isso pode envolver tratamento de canal radicular, extração do dente agressor ou tratamento da doença periodontal. Esses procedimentos visam eliminar a fonte de infecção.


Esses tratamentos visam controlar a infecção, reduzir a inflamação da mucosa e restaurar a drenagem sinusal para aliviar os sintomas e prevenir complicações.


cirurgia para pansinusopatia
 

Dra. Danielly Andrade

Dra. Danielly Andrade, Médica otorrinolaringologista especialista em sinusopatia em Belo Horizonte - MG

Comments


bottom of page