Desvio de septo e apneia do sono

Início > Blog > Desvio de septo e apneia do sono


desvio de septo e apneia do sono e ronco

Se você ou um familiar sofre de apneia do sono, você não está sozinho; milhões de pessoas vivem com essa condição de sono. A apneia do sono obstrutiva interfere na sua capacidade de ter uma boa noite de sono e de se sentir bem descansado ao longo do dia, muitas vezes causando cansaço e sonolência diurna, causando problemas mais sérios como diabetes, hipertensão, derrame e insuficiência cardíaca.


Muitos pacientes presumem que um desvio de septo, apneia do sono e ronco são um pacote. Na verdade, ter um desvio de septo não significa que você vai ter um problema de apneia obstrutiva do sono, e se você tem um problema de apneia do sono, isso não significa que você tenha um desvio de septo. Nesse caso a obstrução nasal é geralmente causada por uma deformidade do septo nasal.


No entanto, embora um desvio de septo não possa causar apneia do sono, pode exacerbar os sintomas da apneia do sono. Também pode contribuir para a dificuldade em respirar à noite e, no processo, diminuir sua qualidade de vida geral. Descubra exatamente como o desvio de septo e a apneia do sono estão relacionados e dê uma olhada nas opções de tratamento em potencial.


Como uma septoplastia pode ajudar na apneia do sono causada por um desvio de septo?


Seu médico otorrinolaringologista fara um exame de fibronasolaringoscopia, usará um endoscópio nasal, um instrumento fino e leve com uma pequena câmera em sua extremidade, para observar o formato do septo e determinar se ele pode estar contribuindo para a apneia do sono. Se você tem desvio de septo e apneia do sono, se o seu médico acredita que o tratamento do desvio de septo irá aliviá-lo dos sintomas de ronco e apneia do sono, e se você esgotou outras opções de tratamento, ele pode recomendar você como candidato para o tratamento cirúrgico do desvio de septo com o procedimento de septoplastia.


Como o desvio de septo é diagnosticado?


Durante a sua consulta, o seu médico irá primeiro perguntar sobre quaisquer sintomas que possa ter e levantará seu histórico de saúde e depois fará um exame físico.


Ele fará perguntas sobre qualquer lesão anterior e sintomas. O exame físico pode ser feito com uma ferramenta portátil (espéculo nasal) que permite ao otorrino abrir um pouco a narina.


O exame de desvio de septo é para examinar o interior do nariz com mais detalhes, o médico usará uma luz forte e, às vezes, um instrumento projetado para abrir as narinas. Como auxiliar de diagnóstico o médico pode realizar uma fibronasolaringoscopia. É comum o otorrino pedir uma tomografia computadorizada como auxiliar de diagnóstico.


Com base nesses exames, ele pode diagnosticar um desvio de septo e determinar a gravidade de sua condição, como a presença de outras alterações como uma perfuração septal (perfuração do septo nasal), hipertrofia de cornetos nasais e polipos nasais.



O sintoma mais comum de desvio de septo é a congestão nasal, com um lado do nariz sendo mais congestionado do que o outro, junto com dificuldade para respirar.

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.

Desde então me especializei nas cirurgias funcionais e estéticas do nariz.

​​

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."