top of page

Entenda quais são os principais sintomas de sinusite

Início > Blog > Entenda quais são os principais sintomas de sinusite

sinusite sintomas

A sinusite é uma condição inflamatória dos seios paranasais que pode causar uma variedade de sintomas. A dor facial, congestão nasal, secreção nasal, tosse e dor de cabeça são os sintomas mais comuns. A febre, dor de dente e mau hálito são sintomas menos frequentes.


Os sintomas da sinusite podem variar dependendo do tipo de sinusite e da causa subjacente da inflamação. A dor facial, congestão nasal, secreção nasal, tosse e dor de cabeça são os sintomas mais comuns em todos os tipos de sinusite. No entanto, a febre, dor de dente, mau hálito, fadiga, perda de olfato e dor de ouvido podem estar presentes em casos de sinusite crônica ou recorrente.


Sintomas de cada tipo de sinusite

A sinusite é uma inflamação dos seios paranasais, que pode ser classificada de acordo com sua duração e causa. Existem quatro tipos principais de sinusite: aguda, subaguda, crônica e recorrente. Os sintomas podem variar de acordo com a causa subjacente e a gravidade da inflamação em cada tipo de sinusite.


A sinusite aguda é caracterizada por sintomas que duram menos de 4 semanas e é geralmente causada por uma infecção viral ou bacteriana. Os sintomas mais comuns incluem dor facial, congestão nasal, secreção nasal, dor de cabeça, tosse e febre. Os pacientes com sinusite aguda também podem sentir dor nos dentes superiores e mau hálito.


A sinusite subaguda é uma condição que dura de 4 a 12 semanas e é geralmente causada por uma infecção bacteriana. Os sintomas da sinusite subaguda são semelhantes aos da sinusite aguda, mas são mais leves e menos graves. Os pacientes com sinusite subaguda podem ter dor facial, congestão nasal, secreção nasal, tosse, dor de cabeça e mau hálito.


A sinusite crônica é uma inflamação dos seios paranasais que dura mais de 12 semanas e pode ser causada por uma variedade de fatores, como infecções bacterianas recorrentes, alergias ou desvio de septo. Os sintomas mais comuns da sinusite crônica incluem dor facial, congestão nasal, secreção nasal, tosse, dor de cabeça e mau hálito. Os pacientes com sinusite crônica também podem ter fadiga, perda de olfato e dor de ouvido.


A sinusite recorrente é uma condição em que os pacientes têm episódios repetidos de sinusite aguda ou subaguda. Os sintomas da sinusite recorrente são semelhantes aos da sinusite aguda ou subaguda, mas podem ocorrer com mais frequência e podem durar mais tempo. Os pacientes com sinusite recorrente também podem ter um maior risco de desenvolver complicações, como infecções do ouvido ou pulmão.


Como a sinusite causa os sintomas

Compreender a fisiopatologia dos sintomas da sinusite pode ajudar no diagnóstico e tratamento da doença. Segue abaixo a fisiopatologia dos sintomas da sinusite, do mais frequente ao menos frequente, com base em evidências científicas:

  1. Congestão nasal: A congestão nasal é um dos sintomas mais frequentes da sinusite e ocorre devido à inflamação dos tecidos que revestem os seios paranasais. A inflamação leva ao aumento do fluxo sanguíneo, inchaço e produção de muco, o que estreita a passagem de ar através das fossas nasais e causa a sensação de congestão.

  2. Dor facial: A dor facial é outro sintoma comum da sinusite e é causada pela pressão exercida pelos seios paranasais inflamados sobre os tecidos circundantes. Além disso, a inflamação pode irritar os nervos faciais, causando dor.

  3. Dor de cabeça: A dor de cabeça na sinusite é uma consequência da inflamação dos seios paranasais, que pode levar ao aumento da pressão dentro do crânio. Além disso, a dor de cabeça pode ser causada pela tensão muscular decorrente da congestão nasal e da dor facial.

  4. Secreção nasal: A secreção nasal, ou coriza, é um sintoma comum da sinusite e ocorre devido à inflamação dos tecidos que revestem os seios paranasais. A inflamação leva à produção de muco em excesso, que é eliminado através das fossas nasais.

  5. Dor de ouvido: A dor de ouvido é um sintoma menos frequente da sinusite, mas pode ocorrer devido à inflamação que se estende da cavidade nasal para a tuba auditiva, que conecta a cavidade nasal ao ouvido médio. A inflamação pode causar obstrução ou disfunção da tuba auditiva, levando a dor no ouvido.

  6. Tosse: A tosse é um sintoma menos frequente da sinusite, mas pode ocorrer devido à drenagem do muco do nariz para a garganta, o que pode irritar a mucosa da garganta e levar à tosse.

  7. Febre: A febre é um sintoma menos frequente da sinusite, mas pode ocorrer em casos de sinusite aguda grave ou crônica com infecção bacteriana. A febre ocorre como uma resposta do sistema imunológico à infecção.

  8. Dor de dente: A dor de dente é um sintoma menos frequente da sinusite, mas pode ocorrer devido à proximidade dos seios paranasais com os dentes superiores. A inflamação nos seios paranasais pode afetar os nervos que inervam os dentes superiores, causando dor.

  9. Mau hálito: O mau hálito é um sintoma menos frequente da sinusite e ocorre devido à presença de muco infectado nos seios paranasais, que pode levar à proliferação de bactérias e causar o mau cheiro.

 

Quando devo procurar um otorrino devido aos sintomas de sinusite?


É recomendado que um otorrinolaringologista seja consultado quando os sintomas de sinusite duram mais de 10 dias ou se piorarem após 5 a 7 dias de tratamento em casa. Além disso, é importante procurar atendimento médico imediato se os sintomas incluírem febre alta, dor de cabeça grave, inchaço facial ou problemas de visão, pois isso pode indicar uma complicação mais grave da sinusite. O otorrinolaringologista poderá realizar um exame físico, avaliar os sintomas e prescrever o tratamento adequado.

 

Quem é a Dra. Danielly Andrade?


Sou médica otorrinolaringologista em Belo Horizonte e Nova Lima, formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2008, título de Especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL / AMB.

Sou especialista em rinologia (funcional e estética), área da otorrinolaringologia que estuda e trata os distúrbios do nariz e dos seios da face, como obstrução nasal, desvio de septo, rinite, alergias, sinusite, alterações do olfato e sangramentos nasais.

​Atuo como médica do corpo clínico-cirúrgico nos hospitais Mater Dei, Socor e Orizonti. Sou preceptora do serviço de especialização em otorrinolaringologia do Hospital Socor atuando na área de Rinologia.


"Meu foco é te ajudar a respirar bem pelo nariz e melhorar sua auto-estima, qualidade de vida e de sono."

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page